sáb. set 26th, 2020

Nerd Fusão

Seu guia de sobrevivência no apocalipse Nerd

Powerless: estréia mostra que comédia não é o forte da DC

2 min read

Quando vilões ameaçam a vida de pessoas inocentes é sempre bom ter super-heróis por perto para defendê-los, mas o grande problema é que, ao fazerem isso, eles acabam causando danos físicos e materiais a elas. Quem é que pode ajudar esses cidadãos comuns? É com essa premissa que estréia a nova série da DC Entertainment, Powerless.

Em seu primeiro episódio, a comédia exibida pelo canal NBC apresenta Emily Locke (Vanessa Hudgens), recém-chegada em Charm City para seu novo emprego como Diretora de Desenvolvimento e Recursos na Wayne Security – empresa subsidiária da Wayne Enterprises, especializada em reparar e prever danos causados tanto por vilões quanto por super-heróis. Emily é encarregada por motivar a produtividade da equipe e tirar a empresa da estagnação. Com uma abordagem muito mais cômica da qual se tem visto no atual universo televisivo e cinematográfico da DC, Powerless tem um formato parecido com produções como Unbreakable Kimmy Schmidt no qual a protagonista é muito otimista e sonhadora, mas se depara com uma realidade que não é bem aquela idealizada e aos poucos vai conseguindo moldar o seu entorno.

O que parece ser uma tentativa de conquistar um público mais abrangente ao revelar uma face distante da criticada atmosfera sombria e realista de seus filmes, a DC corre o risco de não chamar a atenção nem dos fãs de quadrinhos.

Apesar da proposta de ser uma série sobre super-heróis vista de um ângulo diferente, a história não apresenta nenhuma novidade, se tornando uma típica comédia de escritório com o chefe que não liga para a empresa, colegas de trabalho desiludidos com a rotina e a garota que quer fazer a diferença. Soa familiar? Sim, Parks and Recreation já fez isso. Além disso, o humor pobre e previsível não colabora para tornar o show mais interessante.

Há também problemas na construção dos personagens, que faltam em profundidade e dimensão, sobrando um retrato caricato e sem sal com o qual o telespectador não consegue se relacionar ao ponto de fazê-lo continuar a história até o próximo episódio.

Mesmo com todos esses defeitos, a série está em seu começo e pode corrigir seus erros no decorrer do caminho, se ela tiver tempo suficiente para isso, dependendo da reação do público aos próximos episódios.

A série estreou dia 02 nos EUA, mas no Brasil ela começa a ser transmitida dia 12 de março pela Warner Channel, às 23h.

André Pacheco Administrator
Head of Content , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão!
follow me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *