qui. maio 26th, 2022

Nerd Fusão

Seu guia de sobrevivência no apocalipse Nerd

RESENHA – HELLBOY

Às vezes me pergunto se estamos vivendo uma fase de deficiência criativa em Hollywood, pois...

Às vezes me pergunto se estamos vivendo uma fase de deficiência criativa em Hollywood, pois a maioria dos filmes ou são de franquias, ou são remakes. Alguns são bastante eficientes, outros nem tanto. E outros a gente se pergunta: “Meu Deus do céu, precisava mesmo fazer isso?” E é nesta última categoria que se encaixa Hellboy.

A história do Hellboy é conhecida, ele tem origem nos quadrinhos, e protagonizou dois filmes bem decentes, dirigidos por Guillermo Del Toro em 2004 e 2008. O ator encarregado de dar vida ao Hellboy foi Ron Perlman, e ele não deixou a desejar. Nesta nova versão, Hellboy é interpretado por David Harbour, que conquistou o mundo ao atuar como o Xerife Jim Hopper na série “Stranger Things”. E como vocês podem perceber, eu estou dando voltas antes de começar a falar do filme propriamente, porque achei ele arrastado, confuso e esquecível.

Mas vamos lá: Hellboy foi um demônio trazido à Terra por um experimento nazista e que hoje trabalha como uma espécie detetive paranormal. Sua tarefa, neste filme, é impedir que se juntem os seis pedaços do corpo da Rainha de Sangue, uma bruxa interpretada pela Milla Jovovich. Hellboy foi adotado pelo Professor Broom, vivido por Ian McShane, e que atualmente também dá vida ao Mr. Wednesday na excelente série American Gods, da Amazon Prime.

O filme é muito confuso, as cenas de ação parecem ter sido enxertadas de qualquer jeito, e a trilha sonora, apesar de contar com boas músicas, traz canções um tanto desconectadas da trama. A violência do filme é grotesca e proporciona mais um sentimento de nojo do que de satisfação. O CGI é sobrinho e muitas vezes incomoda. Em alguns momentos, tive a impressão de estar assistindo nos anos noventa um filme dos anos oitenta na sessão da tarde, com uma dublagem incoerente e totalmente picotado. Foram duas longas horas, nas quais passei a maior parte do tempo balançando a cabeça em sinal de negação.

Os trailers de “Hellboy” já eram um prenúncio do filme problemático que viria por aí. Eu realmente lamento, pois o David Harbour é um ator bastante carismático e estava empolgado com a obra. Mas o que vi nas telonas me deixou triste, pois o filme parece ter sido feito com desleixo, desde o roteiro, os diálogos, até a montagem. Foi cansativo demais assistir às duas horas de filme, e logo em seguida já não lembrar de quase nada da trama. Só ficaram na memória os problemas da obra. Que pena.

Nota: 5,0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *