qui. maio 26th, 2022

Nerd Fusão

Seu guia de sobrevivência no apocalipse Nerd

RESENHA – POR TRÁS DOS SEUS OLHOS

Em “Por trás dos seus olhos”, Blake Lively (de “A incrível história de Adaline”, “Águas...

Em “Por trás dos seus olhos”, Blake Lively (de “A incrível história de Adaline”, “Águas Rasas”, “Café Society” e “Lanterna Verde) é Gina, uma mulher que perdeu a visão quando era criança, em um acidente de carro no qual perdeu seus pais. Ela vive com o marido, James, interpretado por Jason Clarke na Tailândia, onde ele trabalha com seguros. Gina está tentando engravidar, mas o casal está tendo dificuldades e busca ajuda médica. Paralelamente a isso, um médico oferece à Gina a possibilidade de voltar a enxergar, se fizer um transplante de córnea.

Gina é uma mulher aparentemente normal, de classe média. Ela não trabalha, pratica natação e dá aulas de violão para uma menina da vizinhança que tem uma cachorrinha. A mãe da menina está grávida e quer se desfazer do bichinho, Gina fica com pena e a adota. Ela e o marido tem uma vida absolutamente rotineira e sem grandes emoções. Porém, a partir do momento que Gina faz o transplante e volta a ver o mundo por seus próprios olhos, tudo muda.

Assim que Gina recupera a visão, James a leva para o mesmo lugar onde passaram a lua-de-mel, e depois viajam até a Espanha, onde mora a irmã de Gina com o esposo e o filho. Ela experimenta novas cores, novas situações, corre riscos, quer se mudar de casa. Gina passa não só a enxergar a mundo de forma literal, mas também transforma toda a sua percepção sobre a própria vida, e principalmente sobre o seu casamento. Isso faz com que ela se questione, e aquele casal apaixonado do início da trama dá lugar a duas pessoas que parecem estranhas.

Esse é mais um filme do Jason Clarke que eu não consigo gostar. Achei a história fraca, o tema poderia ter sido melhor explorado, e o casal não tem química, as cenas de sexo não funcionam e são quase constrangedoras. A fotografia até é interessante, pois Bangkok é uma cidade bastante colorida e tem belas paisagens, mas a narrativa em si não se sustenta, nem gera empatia com os personagens. Uma pena.

Nota: 5,0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *