qua. jun 3rd, 2020

Nerd Fusão

Seu guia de sobrevivência no apocalipse Nerd

Ser um colecionado e colecionar

5 min read

Estou reproduzindo este artigo publicado por uma ilustre colecionadora que se destaca no colecionismo de Gi Joes. Achei muito legal e estou compartilhando com autorização da mesma. Espero que gostem!

Milhões de pessoas colecionam os mais diversos objetos em todo o mundo. O que as leva a isto ? Numa primeira análise, colecionar poderia ser considerado apenas como uma forma de entretenimento, um simples ” hobby “. Mas, uma análise mais atenta, logo demonstra tratar-se de uma atividade mais profunda e importante : o colecionismo, além da idéia básica de entretenimento, é uma arte e uma ciência e desenvolve o aprendizado, sendo uma atividade cultural por excelência.

A história relata, em diversas etapas do desenvolvimento humano, uma série de pessoas, em diferentes locais, preocupadas em guardar, armazenar objetos, de modo a preservá-los. Se isto não tivesse ocorrido, não teríamos, hoje, o conhecimento que temos de nosso passado. Os grandes acervos, em todo o mundo, quer particulares, quer de museus, arquivos, etc., iniciaram-se, em sua maioria, por pequenas coleções particulares.

Apesar dos inegáveis atrativos que os modernos meios de entretenimento proporcionam às pessoas, com estas maravilhas eletrônicas que hoje existem (computadores, Internet, etc.), colecionar jamais será uma atividade extinta. Não se pode deixar de constatar o irresistível charme e o fascínio que o ato de colecionar exerce sobre as pessoas. A quase totalidade das pessoas já passou por uma experiência colecionista, por mais breve que tenha sido, e quase todos, mesmo não tendo prosseguido, tem uma palavra de atenção, de reconhecimento, de carinho, de saudade e mesmo de admiração pelo que fez algum dia.

Faz-se necessário esclarecer alguns tabus, ainda difundidos no Brasil, que atribuem conotação pejorativa ao colecionismo, seja ele de qualquer natureza : ele é uma atividade salutar e recomendada, bem como pode ser praticada por qualquer idade, não sendo uma mera atividade recreativa infantil ou um passatempo a mais para a terceira idade. A grande maioria dos colecionadores, segundo os cadastros apontam, está exatamente entre estas faixas etárias. Todas as pessoas colecionam algo, mesmo que não percebam. Podem ser caixas de fósforo, chaveiros, sapatos, etc. Inadvertidamente ou não, sempre guardam objetos. Segundo psiquiatras, colecionar é uma atividade absolutamente normal e proporciona uma higiene mental. Felizmente, é algo absolutamente normal. Podem ficar tranqüilos, pois anormais são aqueles que não se interessam por nenhuma outra atividade, além de sua atividade cotidiana, às vezes nem mesmo por ela…

A adoção de um plano para uma coleção, de uma estruturação da mesma, implica em raciocinar, criar, imaginar, pesquisar, estudar e observar regras, além de relacionar-se com terceiros. Este conjunto de tarefas configura um trabalho natural de observação, análise e síntese desenvolvendo aptidões e aumentado a capacidade de aquisição de novos conhecimentos com a conseqüente elaboração e expressão dos mesmos.

O desenvolvimento de uma coleção, tornando-a dinâmica, moderna, maleável, cada vez mais completa, induz, sempre a uma necessidade de um melhor trabalho, de mais pesquisas e por isto mesmo motiva cada vez mais o trabalho a ser desenvolvido.

O ato de colecionar desenvolve a metodologia, o senso de observação, a atenção e por fim a paciência, tão necessárias para um estudo em profundidade de qualquer assunto. A pesquisa, item este tão importante e nem sempre prestigiado pelos educadores é um elemento obrigatório para qualquer forma de colecionismo, pois vai despertar o instinto de curiosidade, fundamental para o prosseguimento de seus estudos.

Colecionar não é uma atividade elitista : pode se fazer uma coleção do tamanho do bolso de cada colecionador. Deve-se iniciar uma coleção de forma bem simples, sem preocupação financeira. A coleção vai crescer, tomar forma e rumo e, caso o colecionador queira, poderá aumentá-la na medida de suas possibilidades.

O colecionismo é algo que pode ser praticado por todos, sem nenhuma distinção, pois as coleções são formadas por seus praticantes, no nível desejado ou possível, desde uma coleção simples, até uma especializada, com as mesmas qualidades, com o mesmo valor cultural e educativo, apenas com valor financeiro diferenciado.

O colecionador propriamente dito não objetiva o lucro. Seu investimento se baseia na aquisição de conhecimentos, o que faz com que ele torne-se um especialista em sua área. Se vier a ocorrer um lucro financeiro, este surgirá de maneira espontânea, pois todo acúmulo de valores traz, afinal de contas, uma riqueza.

Duas coleções, uma simples e modesta e outra, premiada e de alto valor financeiro, possuem características em comum : o valor para seu proprietário, o mesmo objetivo, a mesma paixão, a mesma importância, o seu aspecto cultural e, principalmente, a gratificação que proporcionam aos seus organizadores, rigorosamente a mesma para os dois colecionadores. Isto, mais do que um aspecto em comum, é uma qualidade, que, democraticamente, une e nivela os colecionadores.

É necessário incrementar a divulgação do colecionismo, rapidamente e com a competência que a questão requer. Em todos os níveis, de todas as formas, de todas as maneiras. As comunidades especializados aí estão para ajudar a todos. Material informativo, sugestões, idéias, materiais para a coleção, etc., nada disto falta. Não tenham receio de se lançar nesta empreitada, pois o retorno será sempre gratificante, com a descoberta de novos horizontes culturais, com o intercâmbio com os demais praticantes da mesma modalidade ou mesmo como uma simples higiene mental. O fascínio da pesquisa, da descoberta, é algo inerente ao ser humano e o colecionismo é um dos campos que proporciona as melhores oportunidades neste sentido.

(Texto que publiquei no G+ na comunidade Actions Collectors em 2013)

Foto abaixo da Colecionara Americana Airedevon, considerada a maior colecionadora no mundo de Gi Joe.

ErliBaroness Fernandes
https://www.facebook.com/erlibaroness.fernandes

André Pacheco Administrator
Head of Content , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão!
follow me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *